domingo, maio 27, 2007

Popice das boas

A música pop anda bem perdidinha da silva e isso não é novidade. Já me disseram por aí que Lily Allen é a representante de uma nova boa safra do pop britânico e que o novo do Justin Timberlake surpreende qualquer um que tenha o pé atrás devido ao cara participar de um cenário um tanto quanto duvidoso e ter saído de uma boy's band mais duvidosa ainda. Na verdade, Lily Allen até agora não fez nada que me impressione, e não criei coragem para conferir o trabalho do Justin Timberlake.

Ainda acredito que o pop pode gerar bons frutos, sim senhor. Quem pensa como eu (ou não), não pode deixar de conferir o trabalho da inglesa Amy Winehouse. Sim, ela faz um estilo pop, mas o que realmente tempera a sua música é o soul. Dona de uma voz forte e marcante, vc se impressiona ao descobrir que a moça possui apenas 23 anos, já que ela tem sido comparada por aí com petardos como Aretha Franklin e Etta James. As composições revelam uma pessoa transparente que se lixa pro marketing, tratando de temas como relacionamentos, crises amorosas, acordar no chão da cozinha e confessar problemas com bebidas (fato confessado pela própria Amy).

A transparência da artista me agrada, a voz me seduz, as letras me encantam. Escolha entre Frank ou Back to Black, os dois álbuns já lançados pela cantora, sirva-se de uma bela dose de bebida e deixe a voz de Amy Winehouse rolando solta noite afora...

3 comentários:

Aline Garkauskas disse...

Muito bom, um brinde ao Joost! Também adorei a moça.
Beijo doida

Carlos disse...

Tudo bem que a maioria é sempre descartável, mas de vez em quando aparecem alguns que fazem valer a pena.

A Amy tá em alta. Recebeu convite para tocar com os Rolling Stones e até para ser a próxima Bond Girl. rs.

Thiago Vandré disse...

já ouviu 1)ayo? e 2)mika?

se não 1), ouça a música 'down on my knees'.

se não 2), ouça 'grace kelly'.

ahhh... isso tb é pop do bom.

Postar um comentário