sábado, março 03, 2007

O teu cabelo não nega!

Outro dia tava conversando com o Luiz e ele me disse que quando era adolescente queria usar moicano, mas a cabeleireira nunca quis fazer nele. Achei engraçado, porque quando eu era adolescente, queria ter o cabelo azul e a cabeleireira onde eu ia também se negava a tingí-lo.

Antes eu me preocupava muito em ter estilo próprio, pelo menos na época da escola. Todas as meninas ou eram muito patricinhas ou muito surfistinhas. Eu conseguia criar meu estilo sem ter que seguir uma tendência. Hoje em dia não me preocupo muito com isso, acho que tenho uma identidade criada, e ela se adapta ao passo que mudo meus ciclos. Na realidade, o que eu queria mesmo naquela época era ser diferente, era chocar e mostrar pro mundo que eu não era como os demais.

Agora é a coisa mais comum do mundo ver um menino de nove anos usando moicano e ver gente de cabelo de todo tipo de coloração até cansa. A cabeça das pessoas foi mudando e como tudo vai se banalizando, a vontade de chocar também virou uma atitude carne de vaca. Não me diz mais nada ver uma menina de cabelo azul na Galeria do Rock, porque no andar de cima dá pra saber que vão ter mais umas quinze, sendo que a grande maioria delas se auto-define integrante do movimento emocore sem nem conhecer Buzzcocks, Hüsker Dü e Fugazi.

Realmente, acho que pintar o cabelo de azul é pra gente que tem muita atitude... pffff!

Ao digitar as últimas palvras deste post, tocava Fox In The Snow, do Belle and Sebastian, no player.

2 comentários:

maria disse...

obrigada pelo elogio. é bom ouvir isso de quando em vez... rs. bom, a cor do meu cabelo seria verde se meus pais não tivessem sido tão veementes e autoritários no contra... graças a deus! rs. na verdade hoje eu acho isso um tanto ridículo, compartilhando as mesmas idéias de você. mas, duas coisas não vão mudar: adolecentes são adolecentes e modas são modas, e todos se vão um dia. hehe...

Amanda Bia disse...

tudo antes era melhor! não só mostrar atitude na cor do cabelo. infelizmente os tempos mudaram e a gente se vê obrigada a engolir tudo que nos empurram, ou não, dependendo do humor!
=***

Postar um comentário